Estudantes participam da Semana de Ação Mundial em Brasília

Publicação: 03/05/2011 19:30 Atualização: 03/05/2011 19:59

A Semana da Ação Mundial acontece em mais de 100 países e a capital do Brasil também recebe o evento. Na tarde desta terça-feira (3/5), cerca de 20 alunos dos Centros de Ensino Médio (Ceam) da Asa Norte, Lago Oeste e Gama participaram de uma oficina de grafitagem no Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc). O resultado da primeira parte da ação, um painel grafitado pelos alunos, será levado, nesta quarta-feira (4/5), para a Câmara dos Deputados e apresentado em audiência pública.

Os alunos selecionados para participar da oficina de grafitagem são integrantes do projeto ONDA (Adolescentes em Movimento pelos Direitos), do Inesc (Augusto Dauster / Instituto de Estudos Socioeconômicos)
Os alunos selecionados para participar da oficina de grafitagem são integrantes do projeto ONDA (Adolescentes em Movimento pelos Direitos), do Inesc
Neste ano, o tema da campanha é “Diferenças sim! Desigualdades não! Por uma educação livre de discriminações”. De acordo com a assessora política do Inesc, Márcia Acioli, a campanha tem como objetivo chamar atenção para a responsabilidade do poder público pela educação de qualidade e inclusiva. “Os adolescentes mergulharam na proposta e participaram com muito entusiasmo [no primeiro dia de evento]. Eles também debateram sobre educação não sexista – situação em que as condições de sexo não são desvantagens entre os estudantes”, afirmou Márcia.

Os alunos selecionados para participar da oficina de grafitagem são integrantes do projeto ONDA (Adolescentes em Movimento pelos Direitos), do Inesc. Estudantes de dez escolas do Distrito Federal e o Centro de Atendimento Juvenil Especializado participam do projeto. Lucas Rodrigues, 16 anos, aluno do Ceam Asa Norte, achou o trabalho muito interativo. “Achei bastante interessante porque tem um propósito para mostrar que homens e mulheres são iguais. A gente conheceu muitas pessoas e todo mundo pôde se ajudar”, completou Lucas.

De acordo com a assessoria de imprensa da Inesc, o objetivo da audiência pública é que deputados e deputadas ouçam as preocupações e reivindicações da sociedade civil organizada quanto ao enfrentamento de leis, políticas e práticas discriminatórias na educação. A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, a Campanha Nacional pelo Direito à Educação e cerca de 60 adolescentes do projeto ONDA, dentre outros, participarão da audiência pública. O ministro da Educação, Fernando Haddad, também é aguardado na audiência.

Também são parceiros da Semana de Ação Mundial, o Coletivo Artefeito, Comissão de Educação e Cultura, Educação não sexista e anti-discriminatória, Escola de Gente, Infância sem Racismo (Unicef), Sindicato dos Professores Públicos do Distrito Federal (Sinpro-DF), Unesco e outros.

Anúncios

Publicado em 6 de maio de 2011, em Notícias. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: